OUTROS DESTAQUES
Satélite
TCU confirma legalidade de leilão de capacidade do SGDC
sexta-feira, 29 de setembro de 2017 , 21h33

O Plenário do Tribunal de Contas da União confirmou a legalidade do chamamento para o leilão de capacidade do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). A Telebras foi notificada ainda na quinta-feira, 28, a respeito do Acórdão 2033/2017. A empresa diz que a decisão contou com voto favorável do Ministro Bejamim Zymler, relator do processo TC nº 016.197/2017-8.

A denúncia contra o edital questionava o procedimento criado pela Telebras. No voto, o ministro relator Zymler entendeu que não procediam as alegações de suposta privatização do SGDC e desvio de finalidade na atuação da empresa. Segundo o ministro, "por meio do chamamento público em tela, a Telebras continuará exercendo suas atividades de provimento de infraestrutura e de prestação de serviços de telecomunicações, sem alienar o domínio de bens para terceiros nem transferir para particulares atividades que deva realizar diretamente".

O chamamento já havia sido autorizado em agosto pela 13ª Vara do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que indeferiu o pedido de liminar feito por parlamentares da oposição em abril, que acusavam que o edital era para a privatização do SGDC. Também na ocasião, o juiz substituto do TRF considerou que a cessão de capacidade "não encerra qualquer ilegalidade" e nem "contraria ou de qualquer modo compromete o alcance das finalidade do Plano Nacional de Banda Larga".

Em comunicado, o presidente interino da Telebras, Jarbas Valente, afirmou que a decisão mostra que a empresa agiu de forma transparente e de acordo com a legislação. "Isso fortalece a oferta pública da capacidade em banda Ka do SGDC, e confere maior segurança jurídica a todos os envolvidos no processo", disse.

A sessão pública para recebimento dos envelopes com as propostas comerciais e documentos acontecerá no dia 17 de outubro, na sede da Telebras, em Brasília. 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top