OUTROS DESTAQUES
Setor público é segmento inexplorado
quinta-feira, 23 de março de 2000 , 20h58 | POR REDAÇÃO

Um dos segmentos do Plaza tratará exclusivamente de fornecedores do setor público – ministérios, embaixadas e organizações não governamentais (ONG's). Segundo Danila, na Argentina e no Chile já estão em andamento projetos dos governos dos dois países em tratar das licitações públicas com transparência. Dessa forma, as compras do governo têm sido colocadas na Internet, à disposição dos contribuintes. No Brasil, diz Danila, essa tendência está se repetindo e deve crescer nos próximos anos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top