OUTROS DESTAQUES
Anatel brigará ao lado do CPqD
segunda-feira, 22 de março de 1999 , 21h03 | POR REDAÇÃO

Antes da privatização, o governo tomou o cuidado de fazer contratos de prestação de serviço e desenvolvimento de produtos das operadoras de telefonia fixa e móvel celular, então estatais, com o CPqD. Estes contratos foram firmados por três anos e foram herdados pela Fundação CPqD. O Ministério das Comunicações dizia que esta era a forma de garantir um fôlego para o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento acertar-se com o mercado de telecomunicações brasileiro. Pela dureza das palavras de Renato Guerreiro, a Anatel já vem identificando algum movimento por parte das empresas, agora privadas, no sentido de anular estes contratos: "Não vamos admitir de forma alguma que estes contratos sejam revistos", disse o presidente da agência.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top