OUTROS DESTAQUES
Análise
Banda larga reduz ritmo de crescimento em agosto
sexta-feira, 29 de setembro de 2017 , 19h14

A banda larga voltou a crescer em agosto, mas com ritmo mais lento do que em meses anteriores. Foram cerca de 80 mil acessos a mais no mês (aumento de 0,29%), um total de 27,975 milhões de conexões. Em 12 meses, o aumento é de 1,468 milhões de acessos, ou 5,54%.

Desta vez, os provedores regionais não foram os responsáveis pelo avanço, mas sim a Claro Brasil (América Móvil, que representa Claro, Embratel e Net), que é a líder do mercado. Foram 68,9 mil adições (0,80%), total de 8,711 milhões de acessos. No ano, o avanço é de 4,13%. Os provedores pequenos, por sua vez, cresceram 15,4 mil no mês (0,42%) e 913,5 mil no ano (33,18%), totalizando 3,667 milhões de acessos. O destaque negativo vai para a Oi, que reduziu a base em 45,1 mil acessos (queda de 0,70%) e já apresentando saldo negativo no ano (10,6 mil desconexões, ou redução de 0,17%). A base total da empresa é de 6,386 milhões de conexões.

Em tecnologia, a fibra voltou a se destacar, com 129,1 mil adições líquidas, um avanço de 5,34%. Dos meios de acesso significativos, é a que tem maior crescimento anual: 968,9 mil adições, avanço de 61,33%. No total, são 2,548 milhões de acessos FTTx no País. A maior base é a de xDSL, que caiu 0,19% no mês e 0,84% no comparativo com agosto de 2016. No total, são 13,288 milhões de acessos. A maior queda, entretanto, foi do rádio (Spread Spectrum), com redução de 92,8 mil acessos (declínio de 4,43%).

Velocidade

O mercado brasileiro continuou a exibir aumento nas conexões mais rápidas, sobretudo na faixa de velocidade acima de 34 Mbps. Foram 153,8 mil adições líquidas, avanço de 4,33% no mês. Em 12 meses, essa base dobrou de tamanho, e agora contabiliza 3,,704 milhões de conexões. O segundo maior crescimento foi justamente da faixa de 12 Mbps a 34 Mbps, que aumentou 1,23% e 11,17% no mês e no ano, respectivamente. Por outro lado, as conexões abaixo de 2 Mbps até 512 Kbps caíram 2,65% e 11,72% também no mês e no ano. Confira no gráfico abaixo.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Anderson Rodrigues disse:

    Essa queda da Oi é simples, onde as outras empresam chegam os atuais clientes da Oi cancelam o Velox. Aqui na cidade geral ta assinando a Vivo Fibra e cancelando a Oi Velox, que possui baixa velocidade, internet problemática e péssimo atendimento.

Deixe o seu comentário!

Top