OUTROS DESTAQUES
Despacho do STF considera conseqüências da venda da Telebrás
quarta-feira, 17 de junho de 1998 , 21h55 | POR REDAÇÃO

Celso de Mello entendeu que a manutenção da liminar suspendendo o leilão causaria "grave comprometimento da ordem e da economia públicas do Estado do Rio Grande do Sul". O centro da argumentação apresentada pelo Estado gaúcho foi a reestruturação geral do sistema de telecomunicações brasileiro, que vem sendo promovido pelo governo. Se a CRT não for vendida agora, antes da privatização da Telebrás, a empresa somente poderá ser vendida ao comprador da empresa Tele Centro Sul, o que desvalorizaria o negócio.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top