OUTROS DESTAQUES
Ebitda em euros da operadora é negativo no Brasil
quarta-feira, 12 de dezembro de 2001 , 23h02 | POR REDAÇÃO

Já a empresa de avaliação Norbolsa chama a atenção para as diferenças de resultados da Telefônica em reais e euros. Quando expressa em reais, a Telesp (operadora fixa do grupo espanhol, em São Paulo) apresenta um crescimento de 26% nas receitas e de 20% no Ebitda. Medida em euro, a receita apresenta acréscimo de 4,5% e o Ebitda em redução de 0,3%. "Esperamos que o efeito negativo da divisa vá se suavizando graças à estabilização do real experimentada nas últimas semanas e a uma possível recuperação em relação ao euro no ano que vem", diz a análise. Em relação à Argentina, mesmo sem desvalorização – apenas pelo efeito da recessão – a perda de Ebitda foi de 11%.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top