OUTROS DESTAQUES
Amortização garante menos impostos
terça-feira, 01 de fevereiro de 2000 , 19h27 | POR REDAÇÃO

As empresas do Sistema Telebrás contavam 20 anos para promover a depreciação completa de seus equipamentos. Era este o índice usado para a depreciação na TCS, até 1998. A maioria das empresas de outros ramos de negócios já vinha utilizando 10% de depreciação anual (o que corresponde a 10 anos de prazo para a depreciação total). No setor de telecomunicações, que se caracteriza pela utilização de equipamentos de ponta, o padrão internacional é adotar uma depreciação de oito anos. Este é, por exemplo, o padrão usado pela Telefônica. As normas da Receita Federal permitem que a depreciação seja feita em cinco anos, desde que se comprove tal necessidade nos relatórios. Foi o que fez a TCS, que passou a depreciar os equipamentos neste prazo mínimo, em cinco anos, ou seja, 20% ao ano. Com isso a empresa diminui o seu lucro contábil e paga menos imposto de renda.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top