CenturyLink compra a Level 3 por US$ 34 bilhões

Após rumores de que seria adquirida pelo Google, a provedora de redes Level 3 Communications será comprada pela empresa de telecomunicações CenturyLink em uma transação valorizada em cerca de US$ 34 bilhões, incluindo troca de ações e a dívida assumida. O anúncio desta segunda-feira, 31, afirma que a fusão das companhias resultará em uma infraestrutura combinada de mais de 350 áreas metropolitanas e aproximadamente 75 mil redes em prédios. A previsão é de sinergias em caixa de US$ 975 milhões anuais que poderão ser também investidos em redes avançadas. Como resultado da transação, os acionistas da CenturyLink ficarão com aproximadamente 51% da companhia consolidada, com os demais 49% para a Level 3.  A CenturyLink é a terceira maior operadora local nos EUA, mas com uma participação muito menor do que Verizon e AT&T, e também com mercado menor do que operadoras de cabo como Comcast e Time Warner Cable. Com a Level 3, a operadora agrega uma importante rede de longa distância e backbone global.

A expectativa é que a transação seja concluída ao final do terceiro trimestre de 2017, uma vez que precisa de aprovações regulatórias, incluindo revisão de antitruste e da agência reguladora norte-americana, a Federal Communications Commission (FCC). Os acionistas da CenturyLink e da Level 3 também precisarão aprovar a fusão.

Em comunicado, as empresas enfatizam o avanço do alcance de rede global, que chega a mais de 60 países, posicionando a empresa a investir mais em infraestrutura de banda larga. Mas a fusão também permitirá sinergias e "flexibilidade financeira" com a combinação de receita e fluxo de caixa. Para os funcionários das empresas, alegam que permitirá "oportunidades de crescimento e avanço que as empresas não poderiam oferecer separadamente", segundo afirmou em comunicado o CEO e presidente da CenturyLink, Glen Post.

Com a aquisição da Level 3, a empresa espera aumentar em 75% sua infraestrutura on-net, totalizando 75 mil edificações – incluindo 10 mil apenas na região da Europa, Oriente Médio e África (EMEA) e na América Latina. De backbone, espera adicionar cerca de 322 mil km de fibra, que incluem 103 mil km de rede em 350 áreas metropolitanas e 33,1 mil km de cabos submarinos da Level 3 (muitas das quais adquiridas com a compra da GlobalCrossing em abril de 2011).

No aspecto financeiro, a fusão criará uma empresa de aproximadamente US$ 19 bilhões em receita pro forma e US$ 13 bilhões em "receita estratégica", com base nos 12 meses encerrados em 30 de junho. No comunicado, esperam ter melhoria na margem de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBTIDA), crescimento de receita e alavancagem líquida pro forma de menos de 3,7x.

Após a conclusão da fusão, Glen Post continuará como CEO e presidente da empresa, enquanto o vice-presidente executivo e CFO da Level 3, Sunit Patel, assumirá também como CFO da companhia. Haverá manutenção do presidente do conselho da CenturyLink, que deverá ainda apontar os membros da Level 3 que entrarão no board (um deles será representante da STT Crossing, subsidiária da ST Telemedia). A sede da empresa será no estado norte-americano da Louisiana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.