TIM mostrará sua cobertura 4G em mapa público

Quando as redes de quarta geração (4G) começarem a ser lançadas comercialmente no Brasil nos próximos meses, uma das maiores dúvidas dos consumidores será a respeito da cobertura real dessa tecnologia nos bairros onde moram e trabalham. No caso da TIM, a resposta estará disponível no recém-criado site sobre transparência da empresa. Atualmente em versão beta, a página apresenta um mapa no qual o usuário pode digitar seu endereço e verificar a localização das antenas da TIM que o cercam, assim como a real abrangência de sua cobertura 2G e 3G, demarcada em dois níveis de qualidade ("cobertura total" e "cobertura parcial"). As informações sobre cobertura 4G serão acrescentadas ao mapa tão logo a rede seja oficialmente lançada, garante Roger Solé, CMO da TIM.

A Anatel exige que as operadoras que compraram licenças para redes 4G cubram 50% das áreas urbanas das cidades que sediarão a Copa das Confederações até o fim de abril de 2013. A expectativa, até por questões de ordem financeira das teles, é de que elas atendam não muito mais que o mínimo exigido. Portanto, no começo do 4G ainda haverá muitas áreas de sombra.

A iniciativa da TIM de apresentar sua cobertura em uma interface compreensível ao consumidor final é inédita no Brasil e surgiu como uma resposta ao impacto negativo que a imagem da empresa sofreu nos últimos meses em razão da suspensão das vendas imposta pela Anatel e das acusações de derrubada de chamadas. "A crise serviu como fonte de inspiração para melhorarmos. Foi uma oportunidade única de impor um espírito de qualidade dentro da empresa", disse Solé. Ele desconhece a existência de projetos similares fora do Brasil.

Segundo o CMO, a reação dos consumidores à ideia foi positiva em pesquisas prévias realizadas pela TIM. Ele prefere que pessoas que moram em áreas de sombra saibam dessa condição e, antes de comprarem uma linha da empresa, solicitem a ampliação da cobertura.

A operadora também disponibiliza no mapa os locais onde está planejada a instalação de novas torres. O executivo minimiza o valor dessa informação para seus concorrentes: "A localização das antenas é um dado cada vez menos confidencial, por conta dos acordos de compartilhamento entre as teles. E é uma informação que está disponível na Anatel".

Indicadores

O site de transparência da TIM incluirá no futuro mais informações sobre iniciativas de melhoria de qualidade por parte da operadora, assim como indicadores formulados por entidades independentes, como Procons, e tutoriais explicativos sobre tecnologia móvel para o consumidor final. Manutenções programadas na rede da TIM também serão informadas através do site.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.