TIM aprova proposta de simplificação societária

Foto: Pixabay

A TIM aprovou nesta segunda-feira, 31, a proposta de reorganização societária. As assembleias gerais extraordinárias da TIM S.A. (TSA) e TIM Participações (TPar) aprovaram, por maioria dos votos, a incorporação da subsidiária TPar pela TSA. A proposta havia sido divulgada em fato relevante no último dia 29 de julho e tem como propósito a simplificação societária.

Para a incorporação, é necessário que a TIM S.A. seja listada no segmento especial Novo Mercado da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão, o que já foi aprovado pela Comissão de Valores Mobiliários em março. Uma vez que isso aconteça, a transação será efetivada. A operadora diz que, "para todos os fins e efeitos", a TPar será extinta e sucedida, a título universal, em todos os direitos e obrigações, pela TSA. 

Até que isso aconteça, as ações da TPar no Novo Mercado continuarão a ser negociadas. Após a conclusão dos processos, ainda em data a ser divulgada, as ações de emissão da TIM Participações serão substituídas pelas ações ordinárias da TIM S.A., que passará a ser negociada com o ticker "TIMS" na B3, e "TIMB" na Bolsa de Valores de Nova York.

A incorporação prevê exercício de direito de recesso pelos acionistas titulares de ações da TPar. As condições para os acionistas incluem data de corte para acionistas até o dia 30 de julho; valor de R$ 9,33 por ação da TPar para o reembolso; e prazo de 30 dias a partir de 3 de setembro para exercício do direito. Caso o pagamento de reembolso confira risco à estabilidade financeira da empresa, poderá ser convocada nova AGE para "ratificar ou reconsiderar a incorporação".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.