Parlamentar propõe regras de portabilidade de contratos para TV paga e banda larga fixa

O deputado Bira do Pindaré (PSB-MA) apresentou na última semana o Projeto de Lei 1.517/2021, que propõe incluir na Lei Geral de Telecomunicações o direito à portabilidade do contrato para outra prestadora do mesmo serviço. A medida pretende estender a serviços de banda larga fixa e de TV por assinatura a mesma facilidade da portabilidade numérica que já vale para as telefonias fixa e móvel.

"O intuito é que a portabilidade seja possível para os usuários de todos os serviços de telecomunicações. Para isso, ela não pode mais ser somente numérica, tem que ser uma portabilidade de contratos", defende Bira do Pindaré.

A portabilidade, argumenta o parlamentar, permite ao consumidor migrar mais facilmente de prestadora de serviço, com intervalo mínimo entre o cancelamento de um contrato e o início de outro, evitando a descontinuidade do serviço ou a necessidade de manter dois contratos ativos simultaneamente.

Notícias relacionadas

Se for aprovada e virar lei, a medida será regulamentada e entrará em vigor em seis meses. "Apesar da simplicidade da mudança legal, sua implementação não é trivial. Ela exigirá maiores detalhamentos, assim como houve na portabilidade numérica, regida por um regulamento da Anatel. Por esse motivo, prevemos um prazo para que esses detalhamentos sejam estabelecidos e que os ajustes operacionais possam ser colocados em prática pelas prestadoras", explica o deputado. (Com informações da Agência Câmara)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.