Embratel quer ação efetiva da Anatel nas práticas anticompetitivas

Se a Anatel não resolver a questão das teles locais em relação às práticas anticompetitivas denunciadas pela Embratel e pela Intelig, o modelo estará em cheque, afirma a vice-presidente de assuntos locais e externos da Embratel, Purificación Carpinteyro. A Embratel pode receber a licença para operar serviços locais nos próximos dias, mas isso não garante que poderá entrar em operação imediatamente. "Temos a questão da interconexão. Com certeza as teles locais criarão dificuldades para negociar. Temos ainda a questão da programação das centrais, para reconhecer nossos números", cita Purificación, entre outros problemas a serem enfrentados pela Embratel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.