Usuários dão nota 6,63 para o serviço de telefonia fixa

Os usuários de telefonia fixa deram nota 6,63 (na escala de 0 a 10) ao serviço prestado pelas maiores operadoras do mercado em 2016, segundo pesquisa de qualidade percebida realizada pela Anatel. O resultado é praticamente estável em relação à nota atribuída no levantamento feito em 2015, de 6,79, como mostra pesquisa de qualidade percebida encomendada pela Anatel.

A Sercomtel ocupa o primeiro lugar no ranking das seis prestadoras, concessionárias ou autorizatárias, com nota 8,41, mesma posição obtida em 2015 (8,30), mas com pequeno avanço na avaliação da satisfação geral. Na segunda colocação ficou a Algar, com pontuação de 7,82, resultado 0,01 inferior ao obtido no ano anterior.

A TIM, na terceira posição, obteve nota de 7,38 ante os 7,09 anotados em 2015 e, com isso, ultrapassou a Claro/NET, que recebeu nota 7,14 em 2016 e 7,33 no ano anterior, passando para a quarta colocação. O quinto lugar ficou com a Vivo, que somou 7,0 pontos ante 6,9 obtidos em 2015.

A Oi ficou com a última posição, a mesma do ano anterior. Em 2016, a nota da concessionária foi de 6,66, enquanto em 2015 foi de 6,54, ou seja, apresentando pequena evolução.

O funcionamento da telefonia fixa foi o quesito mais bem avaliado, alcançando a nota de 7,78 e cobrança, um dos temas de reclamações mais recorrente, recebeu 7,06.

Reparo e instalação receberam nota de 6,95 e canais de atendimento, 6,82. Oferta e contratação receberam 6,62 pontos e atendimento telefônico, a nota de 6,04. Capacidade de resolução dos problemas ficou com a pior avaliação, com 5,92 pontos.

A pesquisa de qualidade percebida de 2016 foi feita por meio de 22,9 mil pesquisas telefônicas em todo o País. O período de coleta foi de agosto a novembro de 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.