Para minimizar queixas, TIM amplia rede de transmissão

Em meio a sucessivas críticas de usuários por conta da má qualidade dos serviços, a TIM informou já ter reforçado sua rede de transmissão, responsável pelo transporte de voz, dados e sinais.

Segundo a empresa, a iniciativa faz parte do compromisso da operadora com a ampliação da sua capacidade de rede e alega que em 2012 investiu 500 milhões em projetos de fibra ótica no Brasil. Foram criadas duas novas rotas de fibra ótica. O trecho Belém-Brasília, recém-ativado, conta com 2,5 mil km de fibras e passa pelo Maranhão, Pará, Tocantins e Goiás.

Outra iniciativa da empresa em fase de construção é a rota Belém-Manaus, que faz parte do consórcio LT Amazonas para o lançamento de cabos via torres de linhas de transmissão e subestações de energia ao longo de 27 municípios nos estados do Amazonas, Pará e Amapá. De acordo com a TIM, o novo trecho será ativado no início do segundo semestre de 2013.

Há também em andamento a modernização do backbone entre Belo Horizonte e Salvador. Neste projeto, a TIM instalou a primeira rede WDM 100G da América Latina para aumentar em 50% a capacidade instalada de tráfego de voz e dados, além de multiplicar a capacidade de ampliação do sistema em 16 vezes. Até então os canais não passavam de 40G. O projeto será expandido para outros trechos durante 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.