CPqD desenvolverá rádio definido por software para o Exército

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) firmou um contrato com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx) para a pesquisa e desenvolvimento de um projeto de Rádio Definido por Software (RDS), voltado para a estratégia de defesa. O acordo terá duração de três anos, com os primeiros resultados previstos para daqui a dois anos.

A implantação do RDS visa promover a interoperabilidade nas comunicações das Forças Armadas, parte do projeto de defesa cibernética do Ministério da Defesa. Classificado como “sensível” pelo general de brigada Claudio Duarte de Moraes, chefe do CTEx, o conceito de rádio definido por software surgiu no Departamento de Defesa dos Estados Unidos, a partir da necessidade de ter equipamentos de rádio capazes de interagir com várias interfaces aéreas ao mesmo tempo, nas diferentes faixas de frequência existentes. Para isso, os componentes do sistema de radiocomunicação — como moduladores, demoduladores, mixers, filtros, amplificadores —,  usualmente em forma de hardware, passaram a ser implementados por software em computadores comuns ou em sistemas embarcados.

“Com o RDS, é possível executar novas funcionalidades por meio de software e transmitir formas de onda criptografadas em diferentes frequências de operação, utilizando um mesmo hardware genérico do rádio transmissor e receptor. Isso torna o sistema de rádio programável, extremamente seguro e de fácil operação”, resume o diretor de Redes Convergentes do CPqD, Paulo Cabestré.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.