TIM adota home office definitivo para 2 mil funcionários de call center

Cerca de 2 mil funcionários de call centers próprios da TIM no Rio de Janeiro e em Santo André (SP) devem ser mantidos definitivamente em regime de home office, comunicou a operadora. O formato remoto foi estabelecido em março como reflexo da pandemia de covid-19.

Segundo a TIM, desde o início da política houve aumento de 37% no índice de satisfação dos clientes e crescimento de 8% da produtividade dos funcionários. Também foi constatada redução do índice de rotatividade dos colaboradores do call center, com queda superior a um terço nos pedidos de dispensa.

Acordo

Para estabelecer o modelo, a empresa firmou um novo acordo coletivo com regras para o teletrabalho, como o direito de desconexão, intervalos de descanso e refeição e o compromisso de realizar eventos periódicos para manter e reforçar a interação entre os colaboradores.

Além disso, a TIM fornece equipamentos e mobiliário necessários como desktop, monitor, teclado, mouse, sistema de biometria, mesa, conjunto de fone e microfone, conexão à internet e também uma ajuda de custo mensal de R$ 80.

"Fomos pioneiros na regulamentação do teletrabalho no setor de telecomunicações com fortes regras a favor dos nossos colaboradores. Tudo feito ouvindo a todos e com negociação feita com as federações sindicais", afirmou a vice-presidente de recursos humanos da TIM, Maria Antonietta Russo.

"Pensamos em toda a infraestrutura necessária para o trabalho à distância, sobretudo em relação ao call center, que representa a nossa grande interface com milhões de clientes. Este novo modelo de trabalho é o início de um novo percurso, que oferece a oportunidade de outras evoluções no mundo corporativo após a pandemia", completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.