Conexões de 12 Mbps a 32 Mbps são as que mais crescem em agosto

A banda larga continuou a crescer em agosto, com 130,2 mil adições líquidas (0,52%) em relação ao julho e totalizando 25,229 milhões de acessos, segundo dados da Anatel. Comparado com dezembro do ano passado, a base brasileira avançou 5,25%. No geral, a base do serviço de comunicação multimídia (SCM) mostrou pouca dinâmica, mas é provável que, em termos de velocidade, setembro apresente uma mudança de perfil.

Com 3,37% de crescimento no mês, as conexões com velocidade acima de 34 Mbps são a segunda categoria que mais cresceu no ano (51,94%). A base em agosto era de 1,188 milhões e, mantendo-se o ritmo mensal (de 52,5 mil adições líquidas/mês), essa faixa de banda larga passará o total das conexões entre 0 kbps e 512 kbps, que em agosto eram 1,235 milhão de linhas. Essa faixa de velocidade até aumentou no mês (0,7%), mas acumula no ano uma queda de 16,02%.

Evolução SCM velocidade - Agosto

A faixa que mais cresceu no mês (5,75%) e no ano (59,38%) é a de conexões entre 12 Mbps e 34 Mbps. Em agosto, a Anatel registrou 4,840 milhões de acessos, que são o terceiro tipo mais comum no mercado.

A faixa de 2 Mbps a 12 Mbps ainda é a líder, com 10,254 milhões de conexões (40,65% de market share), embora tenha mostrado recuo de 1,02% e 8,76% no mês e no ano, respectivamente. Outra categoria que apresentou redução em relação a julho foi a faixa de 512 kbps e 2 Mbps, a segunda maior (30,56%) do mercado de banda larga: 0,96% de recuo, total de 7,710 milhões.

Share SCM Velocidade - Agosto

Tecnologia

Mais uma vez, a tecnologia que mais adicionou conexões em agosto foi a xDSL, com 45,7 mil adições líquidas e um aumento de 0,34% na base, que era de 13,374 milhões de conexões – mais da metade (53,01%) do mercado. A base de cabo (Cable Modem e HFC) aumentou 0,38% e colocou mais 31,2 mil acessos com a tecnologia, totalizando 8,146 milhões. Foi ainda a que mais cresceu no ano, acrescentando 560,1 mil acessos (aumento de 7,38%) em relação a dezembro. Puxadas pela conexão de rádio, as tecnologias wireless (além do spread spectrum, contabiliza frame relay, FWA, LTE, MMDS e WiMAX) adicionaram 30 mil acessos (1,6%) e somaram 1,902 milhão.

O crescimento da fibra perdeu um pouco de fôlego em agosto (1,69% de avanço, contra 2,87% em julho) ao adicionar 19,7 mil acessos no mês, totalizando 1,185 milhão de conexões. No ano, o crescimento foi de 25,06%, com 237,5 mil conexões a mais. Já as conexões por satélite somam 65,1 mil acessos, aumento de 0,43% no mês e 6,91% no ano.

Grupos econômicos

A Oi e a Telefônica mostraram recuo na base de banda larga em agosto. A primeira reduziu a base em 0,19% e totalizou 6,437 milhões de acessos, acumulando um recuo de 1,78% no ano. Já a segunda registrou queda de 0,09%, fechando agosto com 4,097 milhões de conexões. No ano, a queda acumulada é de 0,13%.

No entanto, somada com a GVT (que, sozinha, apresentou aumento de 1,14% no mês e acumula 9,77% de crescimento no ano), a Telefônica consegue exibir avanço na base de 0,45% e 4,01% no mês e no ano, respectivamente. São, no conjunto das duas empresas, 7,331 milhões de acessos, consolidando-se no segundo lugar por mais um mês.

Share SCM Crescimento Líquido - Agosto

A líder de mercado é o Grupo América Móvil, com a Claro, Embratel e Net: 7,985 milhões de acessos, um aumento de 0,69% no mês e 6,14% no ano. Foi o grupo que registrou o maior crescimento líquido mensal (54,5 mil adições) e anual (462,2 mil). Com uma base de 2,214 milhões de acessos, o coletivo de pequenos provedores aumentou em 1,26% no mês e, no acumulado do ano, já registra crescimento de 16,69% (a segunda maior adição líquida, 316,7 mil).

Nota-se também o crescimento da Big Brasil de 620% no ano, totalizando 124,5 mil acessos em agosto, e da Sky Banda Larga, que mais do que dobrou (105,23%) sua base em relação a dezembro e totalizou 216,2 mil acessos. A Live TIM também mostrou aumento significativo: 34,83% no ano, total de 206,2 mil em agosto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.