Ausência da Oi deixou o leilão muito previsível, diz fonte da Anatel

A ausência da Oi no leilão da faixa de 700 MHz reduziu as já remotas possibilidades de haver disputa pelas faixas. Sem a Oi, o resultado foi um leilão de três competidores por quatro faixas nacionais. Uma fonte da agência avalia que a ausência da Oi deixou o leilão muito previsível, afastando assim, a possibilidade de ter havido conluio entre as empresas na disputa dos lotes.

Essa possibilidade aparece já que em nenhum dos três lotes nacionais vendidos houve disputa, ou seja, as empresas com ofertas inferiores simplesmente desistiram do lote. Apesar da suspeita de um jogo de cartas marcadas, dentro da Anatel, a explicação é mesmo o fato de haver mais lotes do que empresas interessadas.

Notícias relacionadas

Já em relação ao fato de não ter havido interesse no Lote 4 na segunda rodada, a avaliação é de que realmente o preço era alto. Além disso, a Telefônica/Vivo, por exemplo, acabou de adquirir a GVT, o que pode ter contribuído pelo desisteresse em gastar mais no leilão.

De qualquer maneira, o esvaziamento do Lote 4 poderá beneficiar futuramente a própria Oi, que ainda teria uma chance de adquirir frequências de 700 MHz em um novo leilão, caso consiga se capitalizar. A Anatel planeja um superleilão de sobras de frequências já em 2015.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.