Publicidade
Início Newsletter Uma em cada cinco viagens de Fabio Faria neste ano foi ao...

Uma em cada cinco viagens de Fabio Faria neste ano foi ao Rio Grande do Norte

Foto: Pixabay

O Ministério das Comunicações anunciou na última sexta-feira, 27, mais uma viagem internacional do ministro Fábio Faria dentro da “Missão 5G”, desta vez com destino à Coreia do Sul e ao Catar. Porém, um dos destinos mais frequentes na agenda oficial do líder da pasta e responsável pela Secretaria de Comunicações do governo Jair Bolsonaro (sem partido) é justamente o estado natal e base eleitoral, Rio Grande do Norte. 

Conforme levantamento do TELETIME, de mais de 50 viagens neste ano, 12 foram para o Rio Grande do Norte. São Paulo teve igual quantidade, embora as viagens tenham tido caráter diferente: visitas a sedes de fornecedores Nokia e Ericsson, reuniões com o presidente da EBC, Glen Valente, e com radiodifusores; e entrevistas a programas de rádio 89FM, Jovem Pam e Alpha FM. 

No Rio Grande do Norte, as visitas oficiais tiveram um caráter mais institucional e ocorreram sobretudo à capital Natal, a maioria no primeiro semestre do ano. Em três vezes, Faria acompanhou ministros do Turismo, Gilson Machado, e da Infraestrutura, Tarcísio Gomes. Com Bolsonaro foi pelo menos uma vez, no dia 24 de junho, nas cidades de Mossoró, Jucurutu e Pau dos Ferros, onde fez entrega de obras e visitou a barragem de Oiticica. 

Notícias relacionadas

Representantes do estado da região Nordeste também merecem mais atenção do ministro. Em 12 ocasiões registradas na agenda oficial, Faria recebeu políticos do Rio Grande do Norte, incluindo deputados estaduais, presidente da Assembleia Legislativa (Ezequiel de Souza) prefeitos e até mesmo o ex-governador Robinson Faria, que é pai do ministro, em abril. Outros que foram recebidos para reuniões no Planalto foram representantes do Sebrae do RN.

Desde o começo deste ano, Fábio Faria voltou ao estado pelo qual se elegeu deputado federal para inaugurações de pontos do Wi-Fi Brasil no Rio Grande do Norte foram nos dias 30 de julho, em São Gonçalo do Amarante, e em 11 de janeiro, em Macaíba. Segundo dados do próprio governo, ao todo o programa está presente em 118 municípios com 414 pontos de acesso, o sétimo no Nordeste. A maior parte dos hotsposts (325) são em região rural, sendo que 293 são em escolas. Não há nenhum em comunidades Quilombolas e nem em terras indígenas. 

Mapa da cobertura do RN no programa Wi-Fi Brasil

Também na sexta-feira, o MCom anunciou crédito extra no valor de R$ 4,6 milhões para a Infovia Potiguar, projeto de conectividade do governo federal para entregar fibra a cidades do interior do Rio Grande do Norte. A iniciativa já contava com orçamento de R$ 10 milhões.

Outras viagens

Excetuando São Paulo e Rio Grande do Norte, os únicos estados visitados pelo ministro neste ano foram Paraná, onde inaugurou antena-teste de 5G em Londrina; Rio de Janeiro, para uma reunião com a EBC na capital; e Mato Grosso, em Rondonópolis, onde inaugurou projeto 5G no Agro com a Nokia e a TIM. Também foram realizadas viagens acompanhando o presidente Jair Bolsonaro para o Piauí, para inaugurar uma ponte na cidade de Santa Filomena, e para Goiânia, na cidade de São Simão.

Nesta segunda-feira, 30, Faria já está na Coreia do Sul, visitando fabricante de semicondutores Hana Micron, em Seongnam-si. À noite, ele deve se encontrar com o embaixador do Brasil em Seul, Luís Henrique Sobreira Lopes.

Além das viagens para as Missões 5G à Suécia, Finlândia, Japão, China (todos na primeira etapa) e Estados Unidos, o ministro das Comunicações foi a apenas mais dois países: Espanha, para a Mobile World Congress no final de junho; e Itália, logo em seguida ao evento, para visitar a Telecom Italia, controladora da TIM Brasil, em 1º de julho. 

A Missão 5G já foi questionada pelo Grupo de Trabalho do 5G na Câmara dos Deputados. A presidente, deputada Perpétua Almeida (PCdoB/AC), pediu esclarecimentos ao ministro e ao MCom em junho.

Futuro

Fábio Faria é deputado federal pelo Rio Grande do Norte pelo PSD, com provável transferência para o PP. Desde que assumiu o Ministério das Comunicações em julho de 2020, ele não fala em candidatura, mas no dia 18 de agosto compartilhou no Twitter uma pesquisa encomendada pelo PT potiguar para o cargo de senador do estado nas próximas eleições de 2022. Ele afirma na mensagem que “o foco agora é na gestão Bolsonaro”. 

Antes, no dia 30 de julho, ele disse que ainda não havia fechado chapa com nenhum candidato no Rio Grande do Norte, e reafirmou apoio ao Bolsonaro “para qualquer coisa” em 2022.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile