Compra da Oi não é questão de vida ou morte para a TIM, diz Labriola

[Publicada no Mobile Time] A compra da Oi não é uma questão de vida ou morte para a TIM, disse o CEO da operadora italiana no Brasil, Pietro Labriola, durante teleconferência sobre os resultados financeiros do segundo trimestre, nesta quinta-feira, 30.

"Não se trata de uma situação de vida ou morte. Seria extremamente benéfico ter mais capacidade de banda, mais infraestrutura e escala, mas nos últimos anos tivemos sucesso em transformar a TIM Brasil e desenvolver nosso negócio muito bem, administrando gap de espectro de forma inteligente e tendo a melhor cobertura 4G do País. Temos todas as condições de prosperar independentemente dos resultados dessas negociações", avaliou o executivo.

Ele acrescentou que a compra da Oi poderia gerar valor significativo para todos os envolvidos. "De qualquer forma, temos que aguardar a conclusão da negociação, porque é um processo longo e complexo", disse.

Depois da negociação entre as partes (a Oi ainda está avaliando as propostas, inclusive a da Highline) e da aprovação da proposta de aditamento ao plano de recuperação judicial na assembleia de credores, haverá ainda as avaliações dos órgãos reguladores brasileiros. A expectativa é de que a venda da operadora seria concluída efetivamente somente em 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.