Abert quer plano consistente para que população tenha TV digital

A falta de informações precisas sobre o plano do governo para garantir que o desligamento do sinal analógico de TV não deixe as pessoas sem o serviço, exige "atenção redobrada" da Abert, nas palavras do seu presidente, Daniel Slaviero.

A associação, ele explica, ficou satisfeita com a publicação do decreto que flexibiliza o prazo para desligamento do sinal analógico, mas ainda aguarda a apresentação do cronograma de desligamento cidade por cidade e, "o mais importante: um plano consistente que vai garantir que a população tenha acesso à TV digital". Esse plano, na visão do executivo, deve contemplar não apenas estímulos para a aquisição de set-top box ou de TV digital, mas o governo não pode deixar de apoiar a recepção por meio dos dispositivos móveis.

Em relação à possibilidade de digitalizar o sinal mantendo o mesmo canal, Slaviero diz entender como positivo, desde que isso não seja compulsório, já que caberia ao radiodifusor pesar os prós e contras da decisão. Digitalizar no mesmo canal livra o empresário do custo de manter os dois sistemas (analógico e digital) simultaneamente, mas, por outro lado, não dá a ele tempo de testar o sistema digital, sua cobertura etc.

O secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, Genildo Lins, afirmou que a digitalização no mesmo canal será compulsória nas cidades onde há problema de espectro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.