Vésper precisa evitar uso inadequado do terminal, diz conselheiro

O conselheiro da Anatel Tito Cerasoli afirmou que a Vésper não tem o direito de prestar serviços móveis e que se a operadora insistir em quebrar as regras da mobilidade restrita (limitada à propriedade do usuário), como denunciaram na Justiça a Telemig Celular e a Amazônica Celular, corre o risco de perder sua licença de STFC. Cerasoli admitiu que a agência demorou a se posicionar acerca da mobilidade dos handsets da espelho. Em sua opinião, a operadora precisa tomar uma providência e impedir que seus assinantes utilizem os aparelhos com mobilidade irrestrita. ?A Vésper tem licença para telefonia fixa, não móvel. Isso é claro?, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.