Publicidade
Início Newsletter Vodafone e Qualcomm querem mais fornecedores para Open RAN

Vodafone e Qualcomm querem mais fornecedores para Open RAN

A Vodafone e a Qualcomm anunciaram nesta quinta-feira, 29, uma união para desenvolver um plano técnico para o fomento de mais fornecedores de equipamentos para construir redes 5G usando a tecnologia de rede de acesso móvel aberta – Open RAN. A mudança visa diminuir a barreira de entrada para muitas empresas e impulsionar a diversificação de fornecedores de equipamentos de rede.

A ideia é que os designs de referência sejam projetados para oferecer suporte a fornecedores de infraestrutura de rede emergentes e estabelecidos para desenvolver redes 5G de alto desempenho, virtualizadas, interoperáveis e modulares em escala. O objetivo é tornar a infraestrutura celular mais inovadora e competitiva, argumentam as duas empresas.

Essa combinação, afirmam as empresas em comunicado, visa garantir que o Open RAN esteja pronto para uso em redes 5G e seja capaz de suportar aplicações que consomem muita largura de banda, como dispositivos virtuais e de realidade aumentada, mesmo em áreas urbanas movimentadas.

Notícias relacionadas

“As cadeias de suprimentos globais precisam de um ecossistema de fornecedores diversificado e vibrante para mantê-las em movimento no caso de escassez de um produto ou de dificuldades de um único fornecedor. O Open RAN oferece maior diversidade de fornecedores, permitindo que muitos mais pequenos fornecedores concorram no cenário mundial”, diz Santiago Tenorio, chefe de arquitetura de rede da Vodafone.

“A RAN virtualizada e aberta oferece uma oportunidade significativa de tornar as redes 5G mais flexíveis e econômicas, transformando-as em uma plataforma de inovação”, disse Dino Flore, vice-presidente de tecnologia da Qualcomm Europe.

Projetos para 2022

Os projetos de referência, desenvolvidos nas plataformas de rádio e distribuição da Qualcomm com recursos de antenas MIMO massivos, devem ser publicados este ano, com os testes previstos para começar no segundo semestre de 2022, após o desenvolvimento de software detalhado. A Vodafone está trabalhando em configurações de até 64 x 64 (64 antenas para transmitir e 64 para receber entre a estação base e o dispositivo de um usuário) com a tecnologia.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile