Oi e fintech criam carteira digital para população não bancarizada

Foto: Pixabay

A Oi e a fintech Conta Zap desenvolveram e colocaram em funcionamento uma plataforma digital para operações financeiras via aplicativo de mensagens. A solução já está sendo utilizada em uma ação social para famílias vulneráveis durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Até o momento, cerca de duas mil famílias de baixa renda em Maceió foram contempladas com um auxílio emergencial de R$ 200 concedido através da plataforma. A iniciativa é encabeçada pelo movimento Zap do Bem, organizado por um grupo de empresários para realização de ações durante a pandemia. A Oi e outras companhias apoiam o projeto.

A operadora e a Conta Zap já contavam com o memorando de entendimento (MoU) para lançamento futuro de uma plataforma de carteiras digitais; a fintech afirma dispor de uma carteira de mais de 450 mil contas cadastradas. Diante dos efeitos da pandemia na economia, as duas empresas resolveram se adiantar e disponibilizar a plataforma para a ação social.

A solução

A solução pode ser utilizada no pagamento de boletos, contas de água e luz, compras em comerciantes cadastrados e recargas de celular de qualquer operadora. Clientes de qualquer prestadora podem utilizar o serviço, sendo necessário apenas uma conta no Whatsapp e a realização de um cadastro (com ajuda de um chatbot no app ou no site da iniciativa).

Segundo as empresas, esse modelo de carteira digital já está consolidado em mercados como China e Índia, utilizando a tecnologia blockchain para garantir a segurança na transação de dados. No Brasil, a operação também estaria de acordo com procedimentos definidos pelo Banco Central.

"Decidimos já disponibilizar a plataforma para essa iniciativa em Alagoas por entender se tratar de uma solução de uso simples, rápido e que pode fazer a diferença na vida de pessoas muito necessitadas nesse momento tão crítico. Acreditamos que esse movimento tem potencial para se espalhar para outras áreas vulneráveis do Brasil, e será incrível poder ajudar a quem mais precisa nesse momento", afirmou o CEO da Oi, Rodrigo Abreu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.