Comtech adquire Gilat por US$ 532,5 milhões

Foto: Pixabay

A companhia de soluções de comunicação avançadas Comtech Telecommunications adquiriu a fornecedora israelense de tecnologia para redes de satélite Gilat Satellite Networks por cerca de US$ 532,5 milhões. Segundo informaram as empresas na última quarta-feira, 29, a transação terá o pagamento de 70% em dinheiro vivo e 30% em ações ordinárias da Comtech.

Em comunicado, o CEO e chairman da Comtech, Fred Kornberg, declarou que a aquisição posiciona melhor a empresa para "aproveitar tendências-chaves de mercado, particularmente na crescente demanda por conectividade de satélite e a oportunidade enorme de longo prazo que está emergindo com o mercado de comunicação móvel segura". Na visão dele, o portfólio e a capacidade de pesquisa da operadora satelital traz sinergias com a própria companhia. Kornberg continuará como CEO da companhia após a fusão.

Por sua vez, o chairman da Gilat, Dov Baharav, declarou que "a combinação estratégica é atraente". Ele complementa: "É um resultado excelente para nossos acionistas, que receberão tanto dinheiro vivo quanto participação de capital em uma companhia forte e com uma gama maior de produtos e benefícios que combinam a experiência e os recursos para ser bem posicionada para criar futuro contra um pano de fundo altamente favorável da indústria".

A Gilat tem atuação no Brasil. Entre outras operações, conta com contrato de backhaul para rede 4G com a TIM por meio de capacidade em banda Ku. A companhia também tem acordo com a Hispasat para levar capacidade em banda Ka dos satélites HTS Amazonas 3 e 5 para provedores regionais no País. 

No comunicado, a Comtech ressalta que a aquisição da Gilat vai aumentar o alcance da empresa em "mercados internacionais", enquanto a Gilat terá acesso a "forte relacionamento com o governo norte-americano". Entre as tendências que a empresa enxerga como oportunidades favoráveis de captura estão conectividade em satélite de throughput muito alto (VHTS), backhaul satelital para ecossistema 5G, constelações de órbitas média (MEO) e baixa (LEO) e soluções satelitais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.