Assembleia de Deus ganha autorização de operadora virtual

A Anatel publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 30, a autorização para que a Alô Serviços atue como operadora virtual de telefonia móvel (MVNO, na sigla em inglês), usando a rede da Vivo. A operadora tem licença de credenciada, ou seja, será revendedora de chip, mas poderá agregar algum valor com prestação de serviços que não sejam de telecomunicações, segundo afirmou o superintendente de Competição da agência, Carlos Baigorri.

Notícias relacionadas
A nova operadora virtual nasce com muito potencial de sucesso. Isto porque a Alô Serviços é ligada à igreja evangélica Assembleia de Deus, que conta com mais de 18 milhões de fiéis. O modelo de negócio foi assinado por Ricardo Knoepfelmacher, que foi presidente da Brasil Telecom.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.