Vivo e TIM lançam projetos com NFC em parcerias com bancos

Quase que simultaneamente nesta quarta-feira, 30, Telefônica/Vivo e TIM anunciaram parcerias semelhantes com bancos para projetos com utilização de pagamentos móveis por meio de tecnologia de comunicação por proximidade de campo (NFC). No caso da primeira operadora, o acordo é com o Bradesco e visa à implantação do NFC e do aplicativo móvel Carteira Vivo para acesso bancário. Já a TIM estabeleceu parceria com o Itaú, além das bandeiras MasterCard, Redecard e com o fornecedor Gemalto; para a implantação do NFC em celulares.

Notícias relacionadas

Funcionários da Vivo e do Bradesco já começaram a receber aparelhos habilitados com NFC vinculados a cartões de débito virtuais do banco, podendo fazer compras em 300 mil estabelecimentos credenciados à rede Cielo, com terminais (POS) já habilitados. O Bradesco afirma que já oferece cartões de plástico com a tecnologia desde dezembro para clientes do segmento Prime.

Os planos da concorrência são bem parecidos. Segundo comunicado da TIM, 50 aparelhos celulares compatíveis com a tecnologia Mobile PayPass da MasterCard foram distribuídos em caráter experimental para um grupo de pessoas de empresas envolvidas. Com o dispositivo, os usuários puderam pagar contas em 100 restaurantes credenciados para o projeto nos bairros da Barra da Tijuca (zona oeste do Rio de Janeiro), sede da operadora, e Jabaquara (zona sul de São Paulo), sede do Itaú. Os usuários também ganharam o cartão de crédito TIM Itaucard equipado com o NFC.

A TIM também está trabalhando com a Gemalto para o fornecimento da solução de gerenciamento de serviços seguros (TSM), que permite a instalação remota de serviços NFC em dispositivos móveis. Terminados os testes, a operadora e o banco deverão disponibilizar comercialmente a tecnologia para clientes no segundo semestre deste ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.