ZTE quer fechar sete contratos este ano, incluindo Brasil

A ZTE quer ampliar de maneira significativa sua carteira de clientes em IPTV ao redor do mundo em 2008. Hoje, a fabricante chinesa tem quatro operadoras usando sua solução completa em quatro países: China, Tailândia, Bielorrússia e Colômbia. Juntas, essas operadoras somam 500 mil assinantes de IPTV. A principal delas é a China Telecom. Em 2008, a ZTE pretende fechar contratos de IPTV em sete novos países, e um deles é o Brasil, afirma o vice-presidente mundial de arquitetura de rede da companhia, Weijun Lee, em visita ao País esta semana. Embora a maioria das operadoras fixas brasileiras já tenha escolhido seus fornecedores de IPTV, a ZTE acredita que pode conseguir fechar contratos para complementar as atuais soluções. ?Nosso produto é completo e funciona com padrões abertos, que permitem a interoperabilidade com equipamentos de outros fabricantes?, explica Lee.

Valor adicionado

A experiência de IPTV na China vem mostrando o potencial de serviços de valor adicionado. Em Shanghai, um programa de TV que realizou uma votação em tempo real com seus espectadores provou que a participação de usuários de IPTV foi muito maior que a de usuários de TV a cabo. Enquanto os primeiros usavam o controle remoto para votar, os assinantes de cabo precisavam enviar o voto por SMS de seus celulares. Houve 5 mil votos de assinantes de IPTV, o que representa 5% da base de 100 mil clientes. Entre os usuários de TV a cabo, a participação representou apenas 0,2% da base: 40 mil votos para 20 milhões de assinantes.

Notícias relacionadas
Outros serviços de valor adicionado lançados na China com a plataforma da ZTE são jogos on-line, karaokê, internet browsing e network PVR (personal video recorder). Os preços são baratos. Para brincar com um jogo na TV durante um mês, o usuário paga apenas US$ 0,13. Para navegar pela internet o o valor é de apenas US$ 0,26/mês. O uso de PVR com os dados armazenados em um servidor da operadora custa US$ 0,66 por cada 100 Mb.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.