Terminal exclusivo para pré-pago deve evitar migração

Gabriele Della Vedova, diretor de marketing e vendas da empresa, explica que os assinantes pós-pagos da Brasil Telecom não poderão migrar para o pré-pago a partir de suas linhas atuais, uma vez que o acesso ao novo serviço será restrito a terminais e numeração apropriados. Desta forma, ele diz não temer uma migração expressiva de assinantes pós-pagos, que desembolsam todo mês por volta de R$ 20 só com a assinatura. O minuto pré-pago será mais caro que o pós-pago, admitiu Della Vedova sem detalhar valores. Ele apenas disse que a disparidade entre as duas tarifas não será tão grande como é no celular. A idéia da BrT com o novo serviço é interromper a escalada da inadimplência em sua base. O pré-pago deverá ser oferecido como alternativa para os usuários com problemas de pagamento das contas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.