Velocidade média cresce e Brasil ganha três posições em ranking de banda larga

A velocidade média da banda larga brasileira aumentou 6,3% em relação ao trimestre anterior e 36% em relação ao mesmo período em 2015, segundo dados do ranking de banda larga fixa da provedora de infraestrutura Akamai, divulgado nesta quinta-feira, 29. Com isso, o País se recuperou parcialmente das sete posições perdidas no último trimestre em relação ao final do ano passado, ganhando agora três posições e ficando em 92º lugar. A média de velocidade da banda larga no Brasil é de 4,8 Mbps, atrás na América Latina de México (7,4 Mbps), Chile (7 Mbps), Uruguai (6,5 Mbps), Peru (5,5 Mbps), Argentina (5,2 Mbps) e Equador (5,1 Mbps).

No ranking de velocidade de pico média, o País ficou em 91º, com 33,7 Mbps, um aumento de 1,4% trimestre a trimestre e de 29% em relação ao segundo trimestre do ano passado. Nesse quesito,  entretanto, houve queda de 11 posições em relação ao ranking imediatamente anterior.

De acordo com o levantamento, pouco menos da metade (48%) das conexões no Brasil são acima de 4 Mbps, um avanço trimestral de 9,3% e anual de 57%, deixando o País na 87ª posição, duas acima do registrado ao final de março. No recorte de velocidades acima de 10 Mbps, a penetração brasileira é de 5,1%, um avanço de 37% em relação ao trimestre anterior e de 128% comparado a 2015. Apesar do crescimento, o País caiu uma posição e ficou em 73º. Considerando as velocidades acima de 15 Mbps, a penetração brasileira é de 1,6% (aumento de 50% e 162%, respectivamente), deixando o mercado na 65ª posição, uma abaixo do trimestre anterior.

Notícias relacionadas

Vale ressaltar que o ranking State of the Internet da Akamai utiliza como metodologia o tráfego de dados nas próprias redes. A título de comparação, segundo dados da Anatel referentes a junho deste ano, do total de 26,132 milhões de acessos, 37,25% das conexões fixas no Brasil eram de velocidades entre 2 Mbps e 12 Mbps, com 27,11% entre 512 kbps e 2 Mbps; 24,97% entre 12 Mbps e 34 Mbps; 6,6% acima de 34 Mbps; e 4,1% até 512 kbps.

Deixe seu comentário