Serviços de voz via OTT movimentarão US$ 10 bilhões em 2020 no mundo

Serviços de chamadas de voz por IP (VoIP) móvel oferecidos por empresas over-the-top (OTTs), como Skype, Viber, WhatsApp e afins, movimentarão US$ 10 bilhões em 2020 no mundo. Isso representará um crescimento de cinco vezes em comparação com o montante de US$ 2 bilhões previsto para este ano de 2015. As projeções fazem parte do estudo "Estratégias de voz para o futuro: mVoice, carrier OTT, WebRTC, chamada de voz e vídeo em HD 2015-2020", da Juniper Research.

Em seu relatório, a Juniper constatou que ainda são poucos os serviços de VoIP móvel que são cobrados. A maioria é oferecida de graça, como as chamadas de áudio dentro do WhatsApp. Por outro lado, tais serviços estão canibalizando as receitas de voz tradicional das operadoras móveis no mundo inteiro.

As teles, por sua vez, reagem criando serviços que emulam as OTTs, como o Wi-Fi calling. Os resultados nem sempre são positivos, vide o fato de a Telefónica e a O2 terem descontinuado suas iniciativas TuMe e TuGo, respectivamente. Ao mesmo tempo, as teles vêm investindo no aprimoramento do serviço de voz, agora sobre a rede 4G, conhecido como VoLTE, e que traz dentre os seus benefícios áudio de alta definição e realização instantânea de chamada. A Juniper espera quem em 2020 as teles gerem US$ 100 bilhões de receita com VoLTE no mundo, o que representará 12% do faturamento total delas com voz e dados – e dez vezes mais que o faturamento com voz previsto para as OTTs.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.