TIM publica novo programa de recompra de ações usando recursos de R$ 11,5 bi

Foto: Bruno do Amaral

Assim como a concorrente Vivo, a TIM também publicou junto com o balanço financeiro do segundo trimestre um fato relevante para tratar da aprovação de novo programa de recompra de ações. O objetivo da proposta é "apoiar a remuneração baseada em ações do Plano de Incentivo de Longo Prazo – LTI ou para eventual cancelamento, sem redução do capital social". 

Para tanto, serão utilizados recursos de saldos das reservas de capital e de lucros, que totalizam R$ 11,510 bilhões, conforme as demonstrações financeiras do segundo trimestre apresentadas

Segundo o comunicado na noite desta quarta-feira, 29, com isso há o encerramento do programa anterior, aprovado em junho do ano passado, durante o qual foram adquiridos 930,5 mil ações ordinárias a um preço médio de R$ 15,48. A nova proposta, serão menos ações: 397,3 mil, sem redução do capital social e que respondem a 0,02% do total de ações ordinárias (ou 0,05% das ações em circulação).

O programa terá início a partir da data da deliberação do conselho de administração da TIM, permanecendo em vigor até 29 de julho de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.