Um terço do tráfego móvel da Vivo é LTE

As lojas da Telefônica/Vivo agora só vendem smartphones, segundo afirmou o presidente da operadora, Amos Genish, nesta quarta, 29. Isso é fruto da estratégia da companhia de investir em dados móveis, que caminha para a maior eficiência com o 4G, já que um terço do tráfego de dados em suas redes é realizado com a tecnologia LTE. Além disso, atualmente, 71% da base da empresa tem smartphones ou webphones, um aumento de 33% na comparação com o segundo trimestre de 2014. Desses, pelo menos 40% são de smartphones, segundo Genish. "Estamos crescendo, e vamos ver essa tendência aumentando muito", ressaltou ele durante teleconferência com analistas.

A previsão de Genish é de que, em três ou quatro anos, praticamente toda a base será constituída desses dispositivos mais capazes, equipados com sistemas operacional e aplicativos. "Achamos que esse é o (período) razoável, até porque a Vivo só está vendendo smartphones hoje em dia", declarou.

Isso tudo se reflete no aumento das receitas de dados e serviços de valor adicionado (SVA), que atingiu patamar histórico de maior fonte de faturamento da Vivo. Com isso, a receita média por usuário também aumentou: 27%, o maior crescimento em cinco anos, chegando a R$ 10,8. O mix de pós-pagos (em relação a handsets, excluindo acessos máquina-a-máquina) subiu para 0,4 ponto percentual e fechou o trimestre em 41,7%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.