Publicidade
Início Newsletter 5G Advanced terá foco em fatiamento de rede e IA

5G Advanced terá foco em fatiamento de rede e IA

(Matéria originalmente publicada no Mobile Time) Após a instituição do Release 16 do 3GPP, que ficou conhecido no Brasil por ser uma condição mínima para o cumprimento de obrigações do leilão de 5G na proposta de edital da Anatel, as empresas de telecomunicações aguardam pelas próximas versões, especialmente o Release 18, que trará o próximo passo mais significativo de evolução do padrão de 5G. De acordo com executivos do setor que participaram do MWC 2021, em Barcelona nesta terça-feira, 29, o padrão traz o avanço do 5G (5G-Advanced), além de melhorias significativas que podem mudar as redes de comunicações.

“O Release 18 do 3GPP está introduzindo mudanças importantes. Tem a ver com introduzir o fatiamento de rede (slicing) de uma maneira mais significativa. E realmente abarcar o que é nuvem nativa. Também se aproxima mais daquilo que tem web scale, algo que é crítico e efusivo quando falamos de automação e de melhorias da rede com inteligência artificial e machine learning, como outras companhias têm feito fora do universo de telecomunicações”, disse Marc Price, CTO da Matrixx Software.

O executivo da companhia que oferta soluções de software para operadoras, disse ainda que atualmente se está nos primeiros estágios dessas tecnologias, mas quando implementadas em sua íntegra, as provedoras de conectividade poderão fazer um “fatiamento dinâmico” para automatizar recursos “onde e quando forem necessitados”: “Isso acontecerá em especial com os micro segmentos de usuários que teremos; não apenas humanos, mas também máquinas”, afirmou Price.

Notícias relacionadas

Dados e segurança

Tim O’Shea, CTO da DeepSig, uma empresa que trabalha com a oferta de redes wireless gerenciadas por inteligência artificial (IA) e machine learning (ML), acredita que esse futuro a partir do Release 18 trará avanços na automação, como melhorias em RAN, na implementação de redes e em parâmetros do setor. Mas acredita que o principal avanço será em compartilhamento de dados.

“É muito importante vermos o envolvimento do 3GPP. Nós estamos falando de 5G Advanced, algo que realmente aceitará (a captura e troca de) dados”, afirmou O’Shea. “Veremos os níveis fundamentais do processo de trabalho de uma baseband e começaremos a aceitar inteligência artificial e machine learning (nas redes de comunicação) mais do que hoje”, concluiu.

Por outro lado, Patrick Joggerst, CMO da Ribbon Communications, uma fornecedora de serviços em nuvem e software de comunicação para operadoras, acredita que há discussões que precisam evoluir no uso de IA na quinta geração das redes celulares e sua evolução. Citou como desafios a necessidade de manter privacidade e segurança em um universo cada vez mais aberto.

Padrão

Anunciado em maio deste ano, o 5G Advanced está em discussões de planejamento e cronograma de lançamento a partir do Release 18 do 3GPP. Essas tratativas começaram a partir de um workshop do 3GPP iniciado na última segunda-feira, 29 e termina na sexta-feira, 2. Essa etapa é uma importante evolução que acontecerá antes do 6G, assim como ocorreu do LTE para o LTE Advanced antes do 5G. (Por Henrique Medeiros)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile