Indústria eletroeletrônica abriu 4,6 mil vagas no primeiro trimestre

A indústria eletroeletrônica abriu 4,6 mil vagas de emprego durante os três primeiros meses de 2019, revelou a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) nesta segunda-feira, 29. Dessa forma, os empregados diretos do setor passaram de 232,2 mil em dezembro de 2018 para 236,8 mil em março.

Ainda assim, o nível de emprego está abaixo do resultado do primeiro trimestre de 2018, quando 238,8 mil pessoas estavam empregadas. Em março deste ano, foram 420 as vagas geradas, de acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). "O resultado representa a terceira alta consecutiva no nível de emprego do setor, apesar do número menos expressivo do que os observados nos dois primeiros meses do ano, quando os acréscimos atingiram mais de 2 mil funcionários por mês", notou a Abinee.

Em abril, a indústria eletroeletrônica registrou o terceiro mês consecutivo de queda no Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), que atingiu 57,3 pontos em abril ante 65,1 em janeiro. Considerado apenas a área eletrônica, o ICEI em abril ficou em 59,9, contra 55,1 do segmento elétrico. Uma pontuação acima dos 50 pontos ainda indica otimismo. Já a produção do setor recuou 3,2% no primeiro bimestre, pressionada por queda de 6,5% da indústria eletrônica no período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.