Gired aprova o switch-off analógico em Rio Verde e o monitoramento da cidade pós-desligamento

O Gired (grupo de implementação da digitalização da TV) aprovou por unanimidade, nesta segunda-feira, 29, a recomendação do desligamento completo do sinal analógico da TV aberta no município goiano de Rio Verde, apesar do não atingimento da meta de 93% dos domicílios aptos para receberem as transmissões digitais. A pesquisa apresentada hoje mostrou um índice de 85% de digitalização, o mesmo do último levantamento, apresentado no dia 15 deste mês.

Segundo o presidente do Gired, Rodrigo Zerbone, foi detectado, na cidade goiana, um nível de saturação do processo que justifica o resultado aquém do esperado e que indica a dificuldade de crescimento da digitalização. "A cidade está madura para o desligamento", avalia Zerbone, posição acompanhada pelos radiodifusores e pelos representantes das teles.

Zerbone participará da cerimônia do switch-off analógico em Rio Verde, que será comandado pelo ministro das Comunicações, André Figueiredo, nesta terça-feira, 1º. Mas avisa que o trabalho no município não acabará. Ele informa que serão realizadas ações de monitoramento no call center criado para apoiar o processo, nos pedidos de kit conversor e nas vendas do comércio. Após o dia 30 de março, nova pesquisa será feita em Rio Verde para avaliar a evolução da digitalização pós-desligamento.

De acordo com o presidente do Gired, esse acompanhamento servirá para aprimorar as ações operacionais para o desligamento do sinal analógico em Brasília, previsto para outubro deste ano. Ele afirma que a necessidade de um prazo maior para distribuição do kit conversor aos beneficiários do Cadastro Único dos programas sociais do governo já é um consenso. Mas entende que é preciso antes melhorar a forma de contato com essas pessoas, o que deverá ocorrer a partir de reuniões com representantes do Ministério de Desenvolvimento Social.

"Todas as informações colhidas em Rio Verde após o dia 1º de março serão analisadas em profundidade para que o processo seja aprimorado", ressalta Zerbone. Ele informou que a Entidade Administradora da Digitalização (EAD) continuará distribuindo o kit conversor aos beneficiários do CadÚnico por pelo menos mais um mês em Rio Verde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.