Regtechs têm oportunidades no mercado brasileiro de telecom, diz KPGM

Foto: Pixabay

Startups voltadas para regulação, as regtechs têm um cenário promissor no País. Pesquisa da KPMG mostra que essas empresas receberam investimento de US$ 100 milhões no Brasil nos últimos cinco anos. O levantamento, feito com 500 startups, mostra que do total, apenas 13 (ou 4,2%) eram de telecom e mídia. 

A maior parte (71,5%) das empresas têm faturamento, com faixa inicial de R$ 5 milhões por ano. O Sudeste concentra 66,4% das regtechs, em grande parte por conta de São Paulo, estado que é responsável sozinho por quase a metade (49,3%) de todas essas startups no País. 

Os dados foram apresentados nesta terça-feira, 28, durante o Painel Telebrasil 2021. O sócio diretor e head de regulatory TMT da KPMG, Marcelo Ribeiro, entende que essas startups podem dar rapidez no atendimento das demandas utilizando inteligência artificial, por exemplo. "O ecossistema das regtechs exerce papel fundamental para dar base de sustentação a esse transformação e gerar novas alavancas de valor", declara. 

Notícias relacionadas

Ribeiro avalia que, no País, algumas agências reguladoras e empresas estão se preparando para esse "caminho sem volta" das regtechs. Mas não é uma transformação simples, nem fácil. "Por isso que eu vejo como uma grande oportunidade, porque entendo que, nos próximos anos, poderemos ter, sim, um unicórnio brasileiro para regtechs e govtechs", analisa.

Superintendente executiva da Anatel, Karla Crosara prevê que essas startups voltadas ao regulatório possam ajudar também os pequenos provedores, sendo "catalisadoras de comunicação mais transparente" dessas empresas com a Anatel. 

Para o diretor de regulação e autorregulação da Conexis, José Bicalho, este é o futuro. "As regtechs vão ser a solução para empresas que não têm estrutura suficiente para compliance", declarou ele. Na visão do ex-dirigente da Anatel, o processo de regulação do setor de telecomunicações é bastante complexo, e a agência ainda conta com grande quantidade de resoluções. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.