TIM e MCTI vão instalar pluviômetros em estações radiobase

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e a TIM assinaram nesta quarta-feira, 28, um acordo para a instalação de plataformas de coleta de dados pluviométricos em estações radiobase (ERBs) próximas a áreas de risco de desastres naturais. Inicialmente, os pluviômetros automáticos devem ser instalados em cerca de 200 antenas da operadora. Algumas delas no Ceará, Pernambuco, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro já têm a aprovação para receber o equipamento.

A instalação e manutenção dos equipamentos ficarão sob a responsabilidade do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) do MCTI, e a TIM vai oferecer, além do local para implementação, os chips para a transmissão de dados. Com as informações será possível registrar a quantidade de chuva sobre as áreas de risco de deslizamento e inundação e alertar os habitantes.

O objetivo do governo é instalar 2.800 pluviômetros automáticos em todo o País e passar de 340 a 821 municípios monitorados até o final de 2014.

P&D

A TIM também fechou uma parceria com o Planetary Skin Institute (PSI), organização de pesquisa e desenvolvimento sem fins lucrativos, que visa melhorar o desenvolvimento de plataformas para gestão de riscos e desastres naturais. A operadora vai liberar para o PSI e o Cemaden os dados dos links de micro-ondas da rede celular para criar uma estação meteorológica virtual com cobertura nacional. Assim, com as informações coletadas pela rede móvel, a ideia é criar mapas pluviométricos em alta resolução e em tempo real.

Instituto

Na mesma ocasião, a TIM lançou o Instituto TIM, iniciativa criada para potencializar recursos estratégicos para a democratização da ciência e da inovação, promovendo o desenvolvimento humano usando como base os serviços móveis. A entidade é presidida por Manoel Horácio (também presidente do conselho administrativo da tele) e conta com quatro pilares de atuação: ensino, aplicações, inclusão e trabalho.

Em comunicado, a empresa anunciou que já conta com oito projetos em andamento, sendo quatro em fase de implantação. Os projetos dão apoio a quatro museus e centros tecnológicos, além de seis organizações não-governamentais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.