Paulo Bernardo não vê razão para atrasar projeto dos TACs

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta quarta, 28, em São Paulo, que não há razão para que a Anatel atrase a regulamentação dos Termos de Ajustamento de Condutas (TACs), em função de reportagem da revista Veja do último final de semana que apontou tentativa de suborno a um conselheiro da Anatel para aprovar a matéria. "Esse negócio que falou, que disse. Não vale nada. O regulamento tem acompanhamento do TCU (Tribunal de Contas da União) e do Ministério Público, será blindado", garantiu. Ainda assim, Bernardo explicou que irá rever todo o trâmite do TAC,  verificando "se ele está transparente".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.