Bancarização via celular avança na América Latina

A Spring Wireless desenvolveu uma solução de mobile banking cujo objetivo é ajudar os bancos a aumentarem suas carteiras de clientes. A ideia é impulsionar a bancarização com a oferta de contas correntes exclusivamente móveis, cujos custos são mais baixos para os bancos e, consequentemente, para os clientes. O serviço foi lançado no mês passado pelo maior banco privado da Venezuela, o Mercantil, e já conseguiu 50 mil usuários. Na Colômbia, o Bancolombia está testando a solução e deve lançá-la comercialmente dentro de dois meses. No Brasil, há negociações em curso.
A proposta nesse tipo de conta corrente é que o celular seja o único ponto de contato entre o correntista e o banco. "Uma conta exclusivamente móvel é 30% mais barata que uma conta completa. O cliente não recebe extrato em casa, não ganha um cartão de plástico e nem acessa o internet banking", detalha o presidente da Sprign Wireless, Marcelo Condé. Até mesmo a interação com caixas eletrônicos para saques é feita via celular. A solução da Spring utiliza diversas interfaces, variando de acordo com o aparelho ou a preferência do usuário: SMS/USSD, WAP e client Java para smartphones.
Na América Latina, há muito mais usuários de telefonia celular do que correntistas de bancos. "Essa diferença existe porque uma grande parcela da economia é informal. Além disso, há um custo para o banco em abrir e manter uma conta", explica Condé.

Notícias relacionadas
Evento
Marcelo Condé será um dos palestrantes do 2º Fórum Mobile Plus: Mobilidade + Negócios, que acontecerá entre os dias 9 e 13 de setembro, no centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo. O evento é promovido pelas revistas TELETIME e TI Inside. Em pauta, temas como mobile finance, mobile marketing, machine-to-machine, mobile CRM, mobile banking, application stores e muitos outros. Mais informações pelo site www.teletime.com.br/eventos ou pelo telefone 0800 77 15028.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.