TelComp: sanção do silêncio positivo é fundamental para avanço da conectividade

A Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas (TelComp)  também comemorou a sanção da lei que prevê o silêncio positivo, publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira, 28. Segundo a entidade, a regra é imprescindível ao avanço da conectividade no Brasil, já que regula o licenciamento tácito para a instalação de infraestruturas de telecomunicações, como o 5G, por exemplo.

A lei do silêncio positivo estabelece o prazo de 60 dias, a partir da apresentação do requerimento ao órgão público municipal, para instalar a infraestrutura de telecomunicação. Caso o poder público não retorne dentro desse prazo, a lei autoriza a liberação para instalação de antenas.

A TelComp explica que, até então, as empresas de telecomunicações solicitavam o licenciamento da infraestrutura às prefeituras e, geralmente, aguardavam de seis meses a dois anos para obter a licença. Com a nova lei, as companhias poderão instalar as infraestruturas de telecomunicação com segurança jurídica, sempre seguindo as regras municipais de ocupação do solo.

Notícias relacionadas

"A demora nas licenças era um problema crônico e histórico no nosso país. A partir de agora, o processo de licenciamento de infraestrutura de telecomunicações será ágil, o que é fundamental para levar conectividade a todo o território brasileiro, especialmente com a chegada do 5G no país, que demanda a instalação de antenas que suportem essa nova tecnologia", finaliza Luiz Henrique Barbosa, presidente executivo da TelComp.

Deixe seu comentário