Crise encolhe em 23,18% o pagamento de impostos federais pelo setor de telecom no 1º semestre

O setor de telecomunicações recolheu, de janeiro a junho, R$ 6,1 bilhões de impostos federais, valor 23,18% menor do que foi pago em igual período de 2015 (R$ 7,9 bilhões), conforme mostra o relatório de arrecadação da Receita Federal, divulgado nesta quinta-feira, 28. No período, o setor recolheu R$ 2,6 bilhões a Cofins, PIS e Pasep, com redução de 19,02% na comparação com o pago no primeiro semestre de 2015.

Já o recolhimento de Imposto de Renda ou Contribuição sobre Lucro Líquido das empresas de telecomunicações no primeiro semestre de 2016 ficou em R$ 111 milhões, o que representa queda de 47,73% na comparação com os primeiros seis meses do ano anterior. De acordo com a Receita Federal, os números confirmam a forte retração da economia do País.

A arrecadação total das receitas federais atingiu, em junho de 2016, o valor de R$ 98,1 bilhões, registrando uma redução real (IPCA) de 7,14% em relação a junho de 2015. No período acumulado de janeiro a junho de 2016, a arrecadação registrou o valor de R$ 617,2 bilhões, o que representa um decréscimo real (IPCA) de 7,33%.

Os fabricantes de equipamentos de informática e eletrônicos também sofreram os efeitos da crise econômica. De janeiro a junho deste ano, recolheram R$ 5,4 bilhões de impostos federais, 22,52% a menos que em igual período de 2015. Para a Cofins, PIS e Pasep, o recolhimento desse setor no semestre ficou em R$ 2,3 bilhões, com queda de 23,88% na comparação anual. Esses fabricantes ainda pagaram  31,82% a menos de IPI (R$ 71 milhões) que no primeiro semestre do ano anterior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.