Não deixaremos de investir no Brasil, diz CEO da Motorola

Em conversa com jornalistas após o lançamento dos novos smartphones Moto X e Moto G nesta terça-feira, 28, o CEO da Motorola, Rick Osterloh, enfatizou que mesmo com o atual cenário econômico, o mercado brasileiro ainda é importante para a fabricante. "É um momento muito complicado para o Brasil. E o Brasil é um mercado vital para nós. Contratamos recentemente 350 pessoas e vamos continuar investindo", afirmou o executivo da fabricante de smartphones.

Questionado por este noticiário sobre a recente análise da IDC que mostra um recuo de 8% para 4,8% na fatia de mercado de mercado da Motorola no segmento mundial de smartphones, Osterloh disse que não vê muita mudança, e que a disputa deve ficar entre os três principais players do setor, Samsung, Apple e Motorola. Por outro lado, o executivo da Motorola indica o mercado brasileiro como um dos mais fortes para a companhia e por isso o portfólio veio por completo ao País, para corresponder a todos os nichos do mercado.

Sobre a competição com outros aparelhos mais caros, como iPhone 6 e o Galaxy S6, Osterloh disse que sua empresa tenta trazer aparelhos mais baratos para o consumidor, com a mesma qualidade, mas com custo entre US$ 200 e US$ 300 a menos, o que deve tirar share dos atuais líderes do setor, se estes continuarem praticando altos preços, na casa dos R$ 3 mil, disse o CEO.

Notícias relacionadas

Outra novidade na companhia é o processo de integração com a chinesa Lenovo, que adquiriu a unidade de dispositivos móveis do Google em 2014 por US$ 2,9 bilhões. De acordo com o executivo norte-americano, a Motorola está começando a entrar em novos mercados, como a Polônia, além de trabalhar com "sinergia" entre as áreas de mobilidade e PC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.