Deutsche Telekom quer isonomia e vê virada de modelo com conectividade customizada

Timotheus Höttges, CEO da operadora Deutsche Telekom, protagonizou durante a abertura do Mobile World Congress (MWC 2021), que acontecerá esta semana em Barcelona, o mais duro recado das operadoras de telecom em relação à disparidade de competição com as empresas de Internet. ele também indicou que o jogo pode virar com o 5G e com a possibilidade de serviços customizados ao cliente, mas pediu urgência dos reguladores para que busquem um equilíbrio em relação às empresas OTT. O tema não é novo no MWC e há muitos anos é um problema levantado pela indústria. A novidade é a sinalização de que esse reequilíbrio competitivo passa por uma nova estratégia das empresas com a nova geração de serviços móveis.

"Como Whatsapp não é um serviço de comunicação? Como a Microsoft conecta pessoas sem ser um provedor de conectividade? 80% do tráfego é gerado por empresas OTT e não pagam um centavo. Quem paga a festa são as empresas de telecom. Precisamos encontrar um modelo equânime e precisamos de políticos corajosos", disse ele.

A Deutsche Telekom aposta que o modelo do futuro para as telcos passa pela oferta agregada de serviços. 

Notícias relacionadas

Direito humano e novos modelos

Höttges acredita que "em 2030 a conectividade será um direito humano e será presente em todas as atividades", mas que os modelos atuais não farão mais sentido. Para ele, os reguladores precisam pensar nessa nova realidade, e não com os parâmetros de décadas atrás.

Ele aponta que para as empresas de comunicação essa realidade exigirá a oferta de conectividade customizada nos modelos B2C, a atuação como integradores de redes definidas por software no mercado B2B. Mas sobretudo, ele acredita que as operadoras de telecomunicações serão grandes orquestradoras de redes, atuando como redes de outras redes e serviços, e que o futuro dos modelos de negócio passa pelo modelo de APIs em que desenvolvedores possam criar aplicações que se conectem diretamente às funcionalidades e dados das operadoras de telecomunicações. 

Ele também acredita que os princípios ESG (empresas sustentáveis, socialmente responsáveis e com boas práticas de governança) serão um diferencial das empresas de telecomunicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.