ERBs foram os produtos com maior crescimento em exportação em 2013

Na balança comercial do setor eletroeletrônico no mês de maio, o setor de telecomunicações teve uma das maiores taxas de queda, com 29,6%. Segundo o relatório da Abinee, entidade que representa os fabricantes deste setor, as exportações do setor somaram US$ 37,3 milhões, contra US$ 53 milhões no mesmo período de 2012. Na comparação com o mês imediatamente anterior, também houve retração: 20% (US$ 46,6 milhões em abril). E no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, as exportações de equipamentos de telecom somaram US$ 181,7 milhões, queda de 16,4% em relação ao registrado em 2012. A Abinee atribui isso aos efeitos da redução de 50% nas vendas externas de telefones celulares, que passaram de US$ 121 milhões no período para US$ 60 milhões.

Apesar disso, houve um sinal positivo no setor. Entre os produtos mais exportados nos cinco primeiros meses do ano, as estações radiobase (ERBs) foram os que tiveram maior crescimento: 114% em relação ao ano passado. Entretanto, mesmo totalizando US$ 63 milhões no período, as ERBs ainda acumularam menos do que os componentes de telecomunicações, que somaram US$ 76 milhões, recuo de 15%.

Por outro lado, o setor acabou por aumentar as importações no mês de maio: 7,2%, totalizando US$ 259,4 milhões, praticamente estável em relação a abril. No acumulado de janeiro a maio, as telecomunicações importaram US$ 1,212 bilhões, avanço de 4,8%. Entre os produtos mais importados, justamente os componentes para telecom foram os que mais acumularam: US$ 2,484 bilhões, variação de 8%.

No período, o déficit da balança comercial de produtos eletrônicos atingiu US$ 14,66 bilhões, 8% acima do mesmo período em 2012. No total, o Brasil exportou US$ 2,86 bilhões e importou US$ 17,52 bilhões no período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.