EBITDA da Oi cai no primeiro trimestre

A Oi registrou no primeiro trimestre deste ano um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) de rotina de R$ 1,481 bilhão, uma queda de 8,97% em relação ao registrado no mesmo período de 2019, considerando o resultado ajustado pela nova norma contábil IFRS 16. Sem considerar esse efeito, o EBITDA da Oi somou R$ 1,046 bilhão, uma redução de 15,58% no mesmo comparativo. 

Por sua vez, o caixa disponível da operadora ficou em R$ 6,310 bilhões. O valor é 0,69% acima do que a empresa apresentou no primeiro trimestre de 2019.

Notícias relacionadas

Os resultados foram publicados pela companhia no final da noite da quarta-feira, 27, em comunicado enviado ao mercado para avisar sobre o adiamento da divulgação de resultados financeiros do primeiro trimestre. O indicador financeiro foi antecipado para "garantir a estabilidade das expectativas do mercado". 

Vale lembrar que na semana passada, o presidente da Oi, Rodrigo Abreu, divulgou durante live promovida pela Aliança Conecta F4 Brasil, realizada pelo TELETIME, que a empresa pretende aumentar os investimentos neste ano (em 2019, o Capex foi de R$ 8 bilhões). Em especial, Abreu afirmou que quase R$ 5 bilhões seriam dedicados apenas à fibra em 2020, independente da venda da Oi Móvel.

4 COMENTÁRIOS

  1. Caro Bruno Boa Tarde,

    Julgo que as informações aqui descritas estão equivocadas.

    O EBITDA pela nova norma aumentou.

    Acresce ainda que na comparação ano sobre ano também.

    Cumps

    • Boa tarde. Segundo o balanço financeiro da Oi 1T19, o EBITDA de rotina ajustado com efeitos do IFRS16 foi de R$ 1,627 bilhão. Sem considerar a norma (adotada apenas a partir de 31 de março de 2019), o EBTIDA nesse período foi de R$ 1,239 bilhão. Como mostra o próprio fato relevante divulgado ontem à noite, o EBITDA de rotina do 1T20 já considerando efeitos do IFRS 16 foi de R$ 1,481 bilhão. Excetuando esses efeitos, o valor é de R$ 1,046 bilhão. Os comparativos são anuais.

    • Lock, o Bruno está certo. O EBITDA IFRS 16 caiu de R$1,627bi para R$1,481bi quando comparado com o 1T19. Entretanto, considerando ainda o IFRS 16, esse é o 3º aumento consecutivo de EBITDA por trimestre da Oi: R$1,374bi no 3T19, R$1,414bi no 4T19 e agora R$1,481bi no 1T20.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.