Embratel lucra R$ 217 milhões no primeiro trimestre do ano

A Embratel divulgou nesta terça-feira, 28, o balanço referente ao primeiro trimestre de 2009. A operadora registrou um lucro líquido de R$ 217 milhões, crescimento de 86,4% quando comparado ao quarto trimestre de 2008 e um decréscimo de 25,8% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O EBITDA totalizou R$ 661 milhões no primeiro trimestre de 2009, um aumento de 5,1% (R$ 32 milhões) quando comparado com o mesmo período de 2008. Comparado ao quarto trimestre de 2008, o EBITDA cresceu 4,7% (R$ 30 milhões). A margem EBITDA foi de 25,6% no primeiro trimestre de 2009. No primeiro trimestre de 2009, a receita líquida total foi de R$ 2,57 bilhões, um aumento de 9,7% (R$ 227 milhões) comparado com o primeiro trimestre de 2008.
TV paga
O destaque do balanço fica por conta da divulgação dos primeiros números do serviço de TV por assinatura lançado pela empresa em 1º de dezembro de 2008, o "Via Embratel". O serviço encerrou o primeiro trimestre com 42.633 vendas efetivadas e 34.309 clientes
instalados. A receita líquida com o novo serviço foi de R$ 3,2 milhões no trimestre e a estrutura de vendas está presente em 3.663 municípios em 22 estados, de acordo com a companhia.
Telefonia fixa
O número de linhas locais no primeiro trimestre de 2009 chegou a 5,836 milhões, um crescimento de 46,2% com relação ao primeiro trimestre de 2008. Neste indicador está considerada a totalidade dos terminais do mercado corporativo, bem como as linhas em serviço do mercado residencial. A receita com serviço local no primeiro trimestre de 2009 foi de R$ 480 milhões, um crescimento de 25,9% (R$99 milhões) comparada com o primeiro trimestre de 2008.
No primeiro trimestre de 2009, o tráfego de longa distância nacional totalizou 3.697 milhões de minutos, uma redução de 3,3% comparado com quarto trimestre de 2008.
A receita de longa distância nacional foi de R$ 1,118 bilhão no primeiro trimestre de 2009, um crescimento de 1% (R$11 milhões) comparado com o primeiro trimestre de 2008. Comparado com o quarto trimestre de 2008, a receita de longa distância nacional apresentou redução de 2% (R$ 22 milhões), principalmente nos serviços do segmento corporativo, com menor quantidade de dias úteis no período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.