Para Cox, da Claro, BrOi não afeta competição

O presidente da Claro, João Cox, disse nesta terça-feira, 28, que a fusão da Oi com a Brasil Telecom não terá impacto na competição. "Na telefonia móvel não haverá a diminuição do número de players por região, o que é saudável para a competição", afirmou o executivo, durante coletiva sobre os resultados da companhia, em São Paulo. Já sobre a participação da Telefónica na Telecom Italia (TIM) e Vivo no Brasil, Cox vê restrições. "Estamos aguardando a manifestação da Telefônica, segundo prazo estabelecido pela Anatel que termina neste mês, sobre o papel da operadora nas duas operações móveis no Brasil. A lei é clara sobre a participação majotirária em dois grupos na mesma região", diz Cox.
A Claro prevê a convergência de seus serviços móveis com a Net, operadora de TV a cabo do mesmo grupo da América Móvil. Segundo Cox, a empresa está olhando o momento mais adequado para lançar serviços quadri-play.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.