Claro lança eSIM para smartphones

Após ter trazido o eSIM ao Brasil com o serviço Claro Sync para smartwatches, a Claro passou a adotar a tecnologia também em smartphones. Batizado de e-Chip, o recurso permite que usuários ativem uma linha da operadora em aparelhos compatíveis, dispensando o SIMcard físico. De acordo com a empresa nesta quinta-feira, 28, o eSIM foi desenvolvido em parceria com a fornecedora G&D e permite ativar planos e serviços, além de executar todas as configurações necessárias para uso do handset na rede da tele.

O serviço estará disponível a partir da sexta-feira, 29, nas lojas próprias e, em breve, nos demais canais de atendimento. A política comercial para ativação do eSIM é a mesma adotada no chip físico. No futuro, a Claro também pretende levar o recurso para aplicações de Internet das Coisas (IoT) .

Em comunicado, o diretor de marketing da Claro Brasil, Márcio Carvalho, destaca que a tecnologia traz o benefício de dispensar a logística de distribuição do chip físico. "Estamos lançando o serviço e-Chip imediatamente após a funcionalidade estar disponível nos primeiros smartphones compatíveis com a tecnologia no país", afirmou ele. Entre os aparelhos que suportam o eSIM está a nova linha do iPhone, da Apple. Como alguns dispositivos também contam com slot para chip físico, além do sistema Dual SIM Dual Standby (DSDS), passa a ser possível até utilizar duas linhas da Claro – uma pessoal e outra de trabalho, por exemplo.

Também há benefícios na segurança, segundo a operadora: por não ser possível remover o eSIM, ficaria mais fácil localizar o dispositivo em caso de perda ou roubo, já que a conectividade à rede móvel permaneceria ativa. O bloqueio/desligamento só seria possível por meio da própria tele. Por outro lado, a ativação é rápida: ao adquirir o e-Chip, o cliente recebe um QR Code (código escaneável com a câmera do celular) que permitirá o download do perfil de acesso. "O fim da necessidade de ter um chip físico da Claro no smartphone traz mais conveniência e segurança para o cliente e mais produtividade para a operadora. Fica muito mais fácil e rápido ativar uma nova linha ou realizar uma portabilidade, por exemplo", destaca Carvalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.