Operadoras de telecom condenam invasão da Ucrânia

Mats Granryd, diretor executivo da GSMA

Em uma manifestação de posicionamento político raro nesse tipo de entidade, a GSMA Association, que representa as principais operadoras e fabricantes de serviços e equipamentos de telecomuncações, condenou diretamente a invasão russa sobre a Ucrânia. A mensagem foi dada por Matts Granryd, diretor executivo da GSMA, na abertura do Mobile World Congress (MWC 2022) que acontece esta semana em Barcelona. A plateia presente aplaudiu.

Em seguida, foi a vez do presidente da Telefónica (e chairman da GSMA), José Maria Alvarez-Pallete, que em sua apresentação utilizou imagens em referência à Ucrânia para ilustrar um ambiente de intolerância e falta de diálogo entre países. Mais adiante, em seu discurso, também mostrou-se crítico à invasão.

Nick Read, CEO da Vodafone, também mencionou a guerra na Ucrânia em seu discurso, e em diferentes palestras paralelas os palestrantes fizeram referências ao episódio, destacando o papel das telecomunicações em manter o mundo informado sobre os acontecimentos no leste Europeu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário